Sabia que as Redes Sociais Online são uma porta de comunicação

Sabia que as Redes Sociais Online são uma porta de comunicação, com o seu público, que alavanca as suas vendas?

Tenho-me deparado com vários empresários, que me contactam para que lhes faça a gestão das redes sociais das suas empresas, pensando que por milagre vão começar a vender mais do dia para a noite.

Pois bem, este artigo serve para explicar o quão importante é estar presente, com a sua empresa nas redes sociais, mas também para lhe explicar que estar presente sem estar activo não tem qualquer efeito na sua empresa.

As redes sociais tal como o título indica, são uma porta, um meio de comunicação que a empresa tem ao dispor para comunicar com os seus atuais e potenciais clientes, são no fundo um ponto de promoção e esclarecimento de dúvidas (pré e pós-venda), mas a venda em si ainda é e será maioritariamente, no ponto de venda físico do cliente.

Claro que este facto para o profissional de marketing que lhe gere as redes sociais, não lhe irá dar a possibilidade de medir quantas das pessoas, que leram as suas publicações foram de facto à loja comprar o produto/serviço, mas para a equipa que está na loja física a receber os clientes, o aumento de clientela vai começar a ser notório. E esses clientes quando chegam à loja estarão mais informados e decididos a comprar o seu produto/serviço, porque todo o caminho de pesquisa e informação já foi previamente realizado através do seu site, das suas redes sociais e da troca de informação com os seus familiares e amigos.

Já pensou bem porque é que a Amazon, decidiu abrir a 1ª loja física, em que os clientes apenas têm de chegar à mesma e pegar nos produtos e sair porta fora?

Já pensou que se calhar a Amazon percebeu que de facto é importante o cliente ter o contacto físico com o produto/serviço e que embora seja pioneira nas vendas online, sentiu necessidade de criar espaços físicos, para facilitar a compra dos seus clientes.

Do meu ponto de vista a Amazon percebeu que de facto o cliente está extremamente informado de qual produto/serviço necessita, pois investigou o comportamento de compra do cliente online e concluiu que no processo de compra, as primeiras fases eram feitas online (descoberta, informação) e a fase de compra preferencialmente feita fisicamente, podendo o cliente naquele micro-momento que decide comprar o produto/serviço levá-lo logo consigo para casa.

Todos sabemos que o entusiasmo que temos por comprar um produto/serviço é alimentado de tal forma, pelas redes sociais e pelos sites de quem os vende, que quando encomendamos algo online, estamos ansiosos que chegue para usufruirmos dele e partilharmos com os nossos amigos e familiares essa experiência.

Desta forma, através da compra física a Amazon possibilita a compra imediata (cada vez mais presente nos tempos que decorrem, de consumismo extremo) e ao mesmo tempo reduziu custos com comerciais presentes em loja, para persuadir os clientes a comprar, pois o cliente quando entra nas suas lojas já sabe perfeitamente qual é o produto/serviço que necessita, qual é o modelo, bem como todas as características que lhe estão associadas, sendo necessário apenas pegar no produto e pagar.

Desta forma está na altura de dar a devida importância, à gestão profissional das suas redes sociais e do seu site, pois eles são a alavanca que irá gerar mais vendas na sua loja física, se forem alimentados de forma estratégica e profissional, através do marketing de conteúdo.

 

Deixe-me ajudá-lo(a) a fazer crescer o seu negócio.

 

Dicas gratuitas – Como estar nas redes sociais, com o meu restaurante/bar? – Parte Final

  1. Publique nos melhores horários do seu restaurante

Se já fez publicações anteriormente, analise o tráfego atual das suas lojas para entender quando alcança mais clientes, e posteriormente fazer publicações nesses horários. Se ainda não fez qualquer publicação tem de ir testando vários horários e dias da semana, até atingir o melhor dia e hora.

Por exemplo publique 1 a 2horas antes de começar a servir as suas refeições: almoço e jantar, para apelar indiretamente à reserva de mesa ou ao serviço de take-away. No caso dos bares publique 1 a 2h antes de abrir, apelando à visita física, como sendo uma noite especial, ex: oferta de bebida, música ao vivo, workshop, etc. e publique depois durante a noite mostrando, a quem ainda não se encontra no local, o que estão a perder.

Outro tipo de publicações simples e objetivas podem complementar as restantes horas do dia/noite através de fotografias e vídeos sobre o vosso espaço interior e exterior, a vossa equipa nos preparativos de mais um dia/noite, os vossos alimentos acabados de chegar, transmitindo frescura e qualidade ao cliente.

O mais importante é conseguir atingir os seus seguidores na altura certa, antes do almoço/jantar, antes da abertura de portas, para que quando abrirem os mesmos se encontrem à vossa porta, ansiosos por experimentar as vossas especialidades.

Qual é a vantagem de publicar uma foto/vídeo de um almoço/jantar delicioso, se os seus clientes apenas a veem horas depois, da hora da refeição? refeição com várias especialidades

 

  1. Aproveite a publicidade com base na localização do seu restaurante/bar

A publicidade baseada na localização permite que controle quando as pessoas veem os seus anúncios, muitas vezes dentro de determinado raio de quilómetros. No Facebook, é possível direcionar a partir de locais específicos da empresa, por exemplo, quando um cliente se encontra num local e estiver a pesquisar restaurante/bares no Facebook, irá receber um anúncio com a sugestão do seu restaurante/bar.

esplanada de bar/restaurante

 

  1. Impulsione a sua página do restaurante/bar, nas redes sociais

Considere uma destas estratégias de marketing, para impulsionar a sua página nas redes sociais:

  • Convide um chefe ou barman para uma parceria semanal ou mensal

Imagine que todas as semanas ou uma vez por mês, tem no seu restaurante/bar a presença de um ícone da gastronomia ou um especialista em “Cocktails”. Esta parceria será uma ótima referência, para que visitem o seu espaço. Estas parcerias funcionam muito bem, porque as pessoas são atraídas pelo convidado e acabam por conhecer o espaço, abrindo-se a oportunidade de voltarem a visitar-vos.

  • Produza conteúdo ao vivo

Através de vídeos em tempo real, transmita as suas festas e eventos em direto e fale sobre os novos produtos/serviços e promoções, apelando à visita do seu espaço. Através de uma visita guiada, aproveite para mostrar um pouco mais do seu restaurante/bar. Utilize perguntas e respostas ao vivo, realizadas ao chefe ou ao barman de serviço, criando interesse no público que está a visualizar o vídeo. Por exemplo, peça-lhes dicas de como preparar uma refeição rápida ou um simples cocktail em casa, desta forma irá dar uma informação importante, que ajudará a seguirem a sua página e a visitarem-nos em breve.

 

  • Crie espaços únicos e partilháveis nas redes sociais

Mostre aos seus seguidores os pormenores exclusivos do seu espaço, foque-se nos detalhes diferenciadores do seu restaurante/bar. Deste modo, estará a promover a singularidade do seu espaço, criando nos seus clientes a vontade de o visitarem, para provarem as suas especialidades, bem como partilharem nas redes sociais a sua presença no seu espaço, como se de um culto se tratasse essa mesma visita.

 

  1. Analise sua estratégia

Todo o esforço de criação de conteúdo, acompanhamento dos seus seguidores e respostas a criticas/avaliações significa muito pouco, se não analisar os respectivos dados recolhidos.

O setor da alimentação e bebidas tem uma vantagem enorme, em estar presente nas redes sociais. Uma fatia de pizza com o queijo derretido no ponto perfeito ou um pão fresco acabado de fatiar, causa uma vontade enorme de experimentar o seu produto, pelo que de que está à espera para aplicar todas as dicas que lhe referi anteriormente, para começar já a ter sucesso nas redes sociais?

Espero que este artigo o(a) tenha ajudado, quanto à importância de estar presente nas redes sociais, mais concretamente no Facebook. Sugiro-lhe que me passe a seguir no Facebook para estar a par de todas as dicas que tenho para si e partilhe nas redes sociais este artigo, se achou interessante.

Obrigada.

Dina Ferreira Consultora de Marketing

Dina Ferreira – Consultora de Marketing para Pequenas e Médias Empresas

Consultoria de Marketing Digital para pequenas empresas

É muito comum um Consultor de Marketing ouvir comentários de empreendedores e proprietários de pequenas empresas, tais como: “A minha empresa é muito pequena, pode ajudar-me?” ou “Não tenho capacidade para pagar por um consultor, porque a minha empresa ainda é pequena”.

Este tipo de comentários causam-nos surpresa, pois sabemos que contar com a presença de alguém de fora da organização, com conhecimento de estratégias de mercado e aplicá-las não tem relação com a dimensão da empresa, mas sim com o desejo de alcançar um novo patamar, nível e posicionamento no mercado.

Este meu post tem como objetivo orientar os donos e gerentes de pequenas empresas, comércios locais, a entender como funciona um projeto de Consultoria de Marketing Digital em empresas de pequena dimensão e também como contratar um consultor.

Como saber se minha empresa precisa de um Consultor de Marketing Digital?

O simples fato de haver essa questão já é um indicador dessa necessidade.

Por se tratar de uma área bastante nova e em constante mudança, costuma ser difícil para os gestores, diretores e donos de pequenas empresas acompanharem e colocarem em prática as possíveis estratégias de Marketing Digital.

Todas as empresas vivem “na correria do dia-a-dia”, sejam grandes ou pequenas. A questão é que nas micro e pequenas empresas as lideranças acumulam funções, tendo que reunir múltiplas competências (Financeiro, RH, Compras, Comercial, etc.).

Na hora de falar em Marketing, costuma-se dar um jeito, sem muito planeamento, avaliando as ações conforme a necessidade. Até mesmo as agências de publicidade raramente prospetam os pequenos, atendendo-os apenas quando são procuradas.

Quando se fala em digital e web, é um pouco mais complicado, pois é necessário conhecimento técnico para fazer acontecer e qualquer erro está mais exposto. Caso a empresa decida fazer uma FanPage no Facebook, por exemplo, e cometa um erro grave nesta rede, pode ser alvo de críticas ou até mesmo de uma crise nas medias sociais.

As possibilidades de crescimento de uma empresa através da Internet é enorme, o que traz algumas perguntas à tona:

  1. Como estar na Internet e nas medias sociais?
  2. Quais os canais, redes sociais, plataformas e anúncios devo escolher?
  3. Como saber se a empresa está a ter sucesso, naquilo que se está a fazer na Internet?

Caso tenha respondido “não sei” nalguma delas, eu posso ajudá-lo(a) a encontrar essas respostas, deixe o seu email de seguida:




Nota: Este Post foi adaptado do blog de Camila Renaux – Consultoria em Marketing Digital.